Feeds de notícias

Começou em trivela e acabou a celebrar. O golo de Quaresma que dá vantagem a Portugal

Uma trivela de Ricardo Quaresma aos 45 minutos furou a muralha defensiva do Irão. Portugal em vantagem no jogo e líder do grupo B.

Publicado em: 25/06/18

Encontrados quase mil novos genes ligados à inteligência

O mais de mil genes relacionados com a inteligência e os quase 600 genes relacionados com o neuroticismo podem ajudar a perceber o aparecimento de distúrbios neurológicos e psiquiátricos.

Publicado em: 25/06/18

O vídeo do golo de Quaresma (e os principais lances) da primeira parte do Irão-Portugal

Ricardo Quaresma marcou já em cima do intervalo, quando tirou uma trivela do bolso e fez o 1-0 para Portugal. Mas o Irão também assustou e colocou Portugal em sentido em alguns momentos.

Publicado em: 25/06/18

Da defesa do Irão à beleza de André Silva. Os memes do jogo entre Portugal e Irão

O autocarro da defesa do Irão (que Quaresma conseguiu ultrapassar no final da primeira parte). O jogo bombástico. André Silva e o público feminino. Já há memes do Portugal-Irão.

Publicado em: 25/06/18

Shawn Mendes: “O Cristiano Ronaldo é o meu ídolo”

Shawn Mendes revelou em entrevista que Cristiano Ronaldo é o seu ídolo. Músico canadiano é luso-descendente e torce pela seleção portuguesa de futebol.

Publicado em: 25/06/18

“O que inventou Quaresma!”. A primeira parte portuguesa vista pela imprensa espanhola

Trivela de Quaresma abrandou o sofrimento de Portugal, que teve dificuldades, na primeira parte, para se colocar na frente do marcador. Como a imprensa espanhola está a ver o jogo da Seleção Nacional.

Publicado em: 25/06/18

Fernando Santos ou Carlos Queiroz? Qual dos portugueses sofre mais no banco?

Estão no mesmo estádio, mas de lados opostos no jogo. Fernando Santos e Carlos Queiroz conhecem-se há 35 anos. São os dois portugueses. Têm cinco anos de diferença e estão a poucos metros um do outro.

Publicado em: 25/06/18

Um amarelo que pode dificultar as contas e dois pedidos de penálti. Os casos do Portugal-Irão ao intervalo

Raphael rasteirou Alireza e pode complicar contas para Portugal, no caso da Seleção acabar em igualdade pontual com Espanha. Houve lances de possível mão na área, que o árbitro não considerou penálti.

Publicado em: 25/06/18

Matteo Salvini reafirma que navio humanitário Lifeline não será autorizado a aportar em Itália

Lifeline leva 234 migrantes a bordo. Ministro do Interior reafirma que não será autorizado a entrar num porto italiano.

Publicado em: 25/06/18

Ciudadanos e En Marche! ultimam aliança para as eleições europeias

Acordo entre partido de centro-direita espanhol Ciudadanos e a formação de Emmanuel Macron está iminente. A aliança visa uma plataforma conjunta para concorrer às eleições europeias.

Publicado em: 25/06/18

“SharkRace” corre pela «areia iluminada» em Portimão

Uma corrida pelo areal, com partida perto da Marina de Portimão, iluminada pela luz de lanternas. Esta é a proposta […]

Publicado em: 25/06/18

Empresa abre vagas para contratar 25 licenciados em ciências exatas

A empresa Winning abriu vagas para a contratação de 25 licenciados em ciências exatas que estejam no desemprego. A medida […]

Publicado em: 25/06/18

Sport Algoz e Benfica comemora 80 anos com «festa especial»

O Sport Algoz e Benfica comemora o 80º aniversário, no dia 30 de Junho, às 22h00, com uma «festa especial».  […]

Publicado em: 25/06/18

Seminário ajuda empresários a encontrar investidores

A capitalização das pequenas e médias empresas (PME) é o tema para um seminário a realizar-se esta quinta-feira, 28 de […]

Publicado em: 25/06/18

Filme Francês do Mês traz «A Grande Ilusão» ao Museu de Portimão

O clássico «A Grande Ilusão», realizado em 1937 por Jean Renoir, vai ser exibido esta quinta-feira, 28 de Junho, às […]

Publicado em: 25/06/18

Jorge Ribeiro renova com Farense

O defesa Jorge Ribeiro renovou contrato com o Farense e vai disputar a II Liga de futebol na próxima época […]

Publicado em: 25/06/18

Depois de quatro meses a entrelaçar, projeto TASA ganha duas novas artesãs

Foram quatro meses a aprender a arte dos entrelaçados com artesãos do Algarve, mas também com mestres vindos de fora, […]

Publicado em: 25/06/18

Virgem Suta, C4 Pedro e João Pedro Pais atuam na FACAL de Almodôvar

A FACAL – Feira de Artes e Cultura de Almodôvar realiza-se nos dias 6, 7 e 8 de Julho e […]

Publicado em: 25/06/18

Marchas Populares desfilam no Estádio de São Luís

Marchas populares de Quarteira, Bordeira, Alcântara e Penha de França (Lisboa) desfilam este domingo, 1 de Julho, no Estádio de São […]

Publicado em: 25/06/18

Odemira avança com Plano Estratégico e Operacional de Valorização do Rio Mira

O Município de Odemira começou, no passado dia 25 de Maio, a elaboração do Plano Estratégico e Operacional de Valorização do […]

Publicado em: 25/06/18

Vinho Madeira distinguido nos Estados Unidos

A Madeira Wine Company viu dois dos seus vinhos serem distinguidos nos Estados Unidos pela prestigiada revista de vinhos norte-americana The Wine Enthusiast. Os vinhos foram premiados pela sua superior qualidade.

 
Trata-se do Madeira Colheita Miles Tinta Negra de 2006 ao qual foram atribuídos 90 pontos e o Vintage Miles Tinta Negra 1996 com 92 pontos.
 
Os resultados do referido concurso irão ser publicados oficialmente na revista Wine Enthusiast na próxima edição de Abril.

Fonte:  Dnotícias

Publicado em: 19/02/18

Três séculos depois, Portugal tornou-se o principal mercado do vinho do Porto

Trezentos e quarenta anos depois da primeira exportação oficial registada na alfândega (em 1678), Portugal tornou-se o mais importante mercado mundial do vinho do Porto. Durante séculos, o vinho fortificado proveniente do vale do Douro e expedido a partir da barra do Douro teve como destino o mercado britânico. Em 1963, os franceses assumiram a posição de liderança. Por poucas décadas. No ano passado a geografia do vinho do Porto alterou-se de novo. Mesmo que os franceses continuem a ser os principais clientes em quantidade, com 26,2 milhões de garrafas adquiridas contra 16,9 milhões vendidas no mercado nacional, o volume de negócios realizado em Portugal chegou aos 73,7 milhões de euros, cerca de 800 mil euros mais do que as vendas para França.
 
Os agentes do sector explicam esta mudança histórica recorrendo a diferentes factores, mas há um consenso sobre a sua principal causa: o turismo. “É óbvio que o crescimento do vinho do Porto no mercado nacional se explica pelas compras dos turistas, mesmo que não tenhamos dados em concreto sobre esse comportamento”, diz Manuel Cabral, presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP). No ano passado passaram pelas caves de vinho do Porto cerca de 1,4 milhões de turistas, que, de acordo com uma avaliação da Associação de Empresas de Vinho do Porto e Douro (AEVP) gastaram entre 10 a 20 euros em cada visita – na estimativa do grupo Symington, que gere espaços mais caros como as caves da Graham’s 1890, esse valor rondou os 30 euros. E, para lá do consumo no local, “grande parte dos visitantes compram vinho do Porto”, diz António Filipe, director geral do grupo, recorrendo por vezes a serviços de entrega das compras no país de destino.
 
Não é apenas em Gaia ou no Porto que o turismo influenciou o dinamismo do mercado interno. “Também em Lisboa se regista um aumento das vendas”, explica Jorge Dias, que dirige a Gran Cruz, a maior empresa do sector. De comum a todos os pontos de venda há um perfil de procura que tem como alvo os vinhos do Porto de categorias superiores. É esse perfil que justifica a liderança do mercado nacional em valor: enquanto em Portugal o preço médio por litro atingiu 5,8 euros, em França não ultrapassou os 3,70. Por cá, os preços médios estão longe de atingir os valores registados em mercados mais exigentes como o dos Estados Unidos (9,16 euros por litro) ou do Canadá (9,52 euros). Mas estão acima do preço médio global (cinco euros). “O que aconteceu com a liderança de Portugal é bom porque o preço médio é bom”, afirma Isabel Marrana, que dirige a AEVP.
 
E é bom porque sendo Portugal o segundo mercado do vinho do Porto em volume, o factor preço fez com que em 2017 o negócio global tenha crescido 2,6% em valor, situando-se na ordem dos 380,2 milhões de euros. Com este registo, as empresas podem assim compensar o continuado declínio das vendas em volume. Em 2008, o mercado mundial de vinho do Porto andava na ordem dos 118 milhões de garrafas, mas no ano passado tinha-se reduzido para 101 milhões. As quebras na quantidade acabaram assim por ser compensadas pela valorização dos vinhos enquadrados nas “categorias especiais” (vinhos com indicação de idade, Portos Vintage, LBV ou Colheitas). Há oito anos, as empresas do sector venderam 21,9 milhões de garrafas destas categorias que geraram um volume de negócios de 132,9 milhões de euros; em 2017 as vendas em quantidade pouco tinham crescido (22,7 milhões de garrafas), mas as receitas aumentaram 22% para 162 milhões de euros.  
 
“Temos conseguido um crescimento muito sustentado dos preços das categorias especiais”, diz Manuel Cabral. Até porque, ao contrário do que acontecia há 10 ou 20 anos, o conceito de vinhos do Porto topo de gama já não depende em exclusivo dos Porto Vintage. “Antes, o Vintage era o rei do vinho do Porto e hoje em dia esse estatuto é mais discutível”, acrescenta o presidente do IVDP. Boa parte da expansão das categorias especiais tem por isso sido sustentada pelos vinhos do Porto envelhecidos em casco (o chamado estilo tawny), até porque o último grande ano Vintage do sector foi declarado em 2011. No ano passado, os Vintage renderam ao sector 13,9 milhões de euros, enquanto os LBV (Late Bottled Vintage) atingiram 22,7 milhões, os Porto 10 anos 41,5 milhões e os Porto 20 anos 16,4 milhões de euros. Como sinal da mudança do mercado mundial do sector em relação a vinhos mais raros e caros, note-se o desempenho da categoria “mais de 40 anos”: no ano passado venderam-se 85.464 garrafas destes vinhos mais velhos que renderam 5,6 milhões de euros. Ou seja, cada garrafa foi vendida a um preço médio de 68,5 euros.
 
Numa época em que “os vinhos fortificados têm sido muito castigados pelo volume de álcool e pelo elevado teor de açúcar, o registo do vinho do Porto é interessante”, diz Isabel Marrana. Mas para lá das contas gerais das empresas há uma realidade menos positiva que afecta em especial os produtores durienses. “A queda dos volumes comercializados preocupa-me porque ameaça a sustentabilidade da produção”, nota Jorge Dias. O administrador da Gran Cruz, empresa da multinacional La Martiniquaise que nos últimos anos investiu 70 milhões de euros no sector, nota que “para a produção, uma pipa de vinho vale o mesmo dinheiro, seja para um Porto normal ou para um Porto luxuoso”. A redução dos quantitativos de produção de vinho do Porto pode assim afectar a viabilidade de muitos produtores.
 
ara as empresas, a aposta nas categorias especiais parece ser o grande vector do vinho do Porto dos próximos anos. No geral, os seus stocks de vinhos velhos estão garantidos, seja através de uma política de gestão de activos perspectivada a longo prazo, como acontece nas empresas do grupo Symington, na Sogevinus (Cálem, Burmester, e Kopke, entre outras) ou na Ramos Pinto, seja através da aquisição de companhias de menor dimensão mas com stocks valiosos de vinhos velhos, como aconteceu com a compra da Krohn pelo grupo Fladgate Partnership (Taylor’s e Fonseca). De resto, nos últimos anos as empresas reforçaram os seus stocks globais, “que andarão hoje num rácio de stock sobre as vendas de 3,74”, diz António Filipe – de acordo com a Lei do Terço, as empresas só podem vender um terço dos vinhos que tenham armazenados. Mas estas opções de gestão não resolvem o problema suscitado por Jorge Dias.
 
No ano passado, a Gran Cruz, que domina o mercado francês, conseguiu resistir à queda de 5,3% no volume de vendas para a França. A sua exportação estagnou, depois de obter ligeiros crescimentos nos últimos anos. A razão deste desempenho? “Apostamos na promoção”, diz Jorge Dias. Lutar contra a queda das vendas em mercados importantes como o da França, Holanda ou Bélgica exige outra atitude, diz o líder da Gran Cruz. “Nós estamos aqui confortavelmente e não fazemos nada, quando temos de perceber que o mundo mudou e é preciso estar atento às necessidades das pessoas”, acrescenta Jorge Dias, dando como exemplo uma bebida que há alguns anos estava “moribunda” e hoje, após intensas campanhas de marketing, se tornou um objecto de culto: o gin.

Fonte: Jornal Público

Fonte:  Jornal Público

Publicado em: 16/02/18

Decanter Fine Wine Encounter Spain & Portugal 2018

Tipo de evento: Prova
País: United Kingdom
Região:
Data de início: 2018-22-
Data de fim: 2018-22-
Preço: Não especificado.
Localização: Londres
Descrição: Os Vinhos de Portugal vão marcar presença pela segunda vez, no prestigiado evento da revista Decanter, na edição dedicada a Portugal e Espanha. ? "Decanter Fine Wine Encounter Spain & Portugal", no próximo dia 24 de Fevereiro 2018. São esperados cerca de 800 visitantes que terão a oportunidade de provar cerca de 300 vinhos dos 2 países e participar em várias actividades paralelas.
URL:

Publicado em: 25/01/18

Prova Anual dos Vinhos de Portugal Londres

Tipo de evento: Prova
País: United Kingdom
Região:
Data de início: 2018-22-
Data de fim: 2018-22-
Preço: Não especificado.
Localização: Londres
Descrição: A ViniPortugal vai organizar a Prova Anual de Londres, edição de 2018, no dia 22 de Fevereiro, em Londres, no Royal Horticultural Lindley Hall. À semelhança das edições anteriores, a edição 2018 irá contar com um conjunto de acções paralelas a serem divulgadas em breve pela ViniPortugal.
URL: http://www.winesofportugal.info/pagina.php?codNode=133419

Publicado em: 23/01/18

Prova Anual Vinhos do Tejo

Tipo de evento: Prova
País: Brazil
Região:
Data de início: 2016-22-
Data de fim: 2016-22-
Preço: Não especificado.
Localização: Rio de Janeiro
Descrição: -
URL:

Publicado em: 23/01/16

My Port Wine Day

Tipo de evento: Prova
País: Portugal
Região:
Data de início: 2016-11-
Data de fim: 2016-11-
Preço: Não especificado.
Localização: Porto
Descrição: -
URL: http://winesofportugal.info/

Publicado em: 11/12/15

Porto & Douro Wine Show

Tipo de evento: Feira
País: Portugal
Região:
Data de início: 2015-12-
Data de fim: 2015-12-
Preço: Não especificado.
Localização: Lisboa
Descrição:
URL:

Publicado em: 23/10/15

ProWine 2015

Tipo de evento: Feira
País: Germany
Região:
Data de início: 2015-11-
Data de fim: 2015-11-
Preço: Não especificado.
Localização: Dusseldorf Exhibition Centre - Düsseldorf
Descrição: Feira internacional que terá lugar no Dusseldorf Exhibition Centre. na Alemanha.
URL:

Publicado em: 15/10/15

Encontro com Vinhos e Sabores

Tipo de evento: Feira
País: Portugal
Região:
Data de início: 2015-10-
Data de fim: 2015-10-
Preço: Não especificado.
Localização: Lisboa
Descrição:
URL:

Publicado em: 06/10/15

Hong Kong International Wine & Spirits Fair

Tipo de evento: Feira
País: Hong Kong
Região:
Data de início: 2015-10-
Data de fim: 2015-10-
Preço: Não especificado.
Localização: Hong Kong
Descrição:
URL:

Publicado em: 05/10/15